domingo, 20 de março de 2011

Sorria! Vamos falar da culinária da Bahia!

A culinária da Bahia é rica em cores, temperos e sabores. É regada de muita criatividade e oferece ao paladar um sabor marcante e surpreendente como a própria Bahia.

Influenciada fortemente pela cultura africana, possui também traços da cultura portuguesa e indígena. Mas os pratos e a influência desses elementos variam de região para região da Bahia.  No Recôncavo baiano (região localizada em torno da Baía de Todos-os-Santos), por exemplo, a culinária predominante é a de origem africana.

Na cozinha baiana figuram diversos ingredientes e temperos como a pimenta, o azeite de dendê, o leite de coco e o próprio coco, o milho, o coentro, o quiabo, o maxixe, a mandioca, entre outros.

Dendezeiro, Elaeis guineensis 
Dendezeiro. Fonte: Wikipedia


Os pratos mais populares são o sarapatel, a buchada, o caruru, o vatapá, o beiju, o cuscuz e o bobó (camarão ou peixe). Possui ainda grande diversidade de quitutes como a cocada, o mugunzá, o bolinho manuê e o famoso acarajé.


Acarajé. Fonte: Brasil Cultura

O acarajé, além de ser o quitute mais famoso da Bahia, é tombado como patrimônio nacional pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), assim como a atividade das simpáticas baianas que os vendem.

O ofício das "Baianas do acarajé" também é reconhecido como patrimônio cultural imaterial. Este trabalho e o preparo do acarajé dividem-se entre o "sagrado e o profano": o bolinho é preparado tanto para oferenda às divindades nos rituais de Candomblé como para ser comercializado nas ruas em seus tabuleiros.

                                                   Ilustração de baiana. Fonte: Instituto Maria Preta

Falando em acarajé... Vamos saber como ele é preparado? Acompanhe a receita:

Ingredientes:

1kg de feijão fradinho quebrado;
2 cebolas;
50g de camarão seco dessalgado;
Sal a gosto;
Azeite de dendê para fritar.

Modo de preparo:

Deixe o feijão de molho por 6 horas. Depois lave até que saia toda casca. Deixe escorrendo numa peneira com um pano até que fique bem enxuto. No processador, leve o feijão, uma cebola, o camarão seco, sal a gosto e triture até que fique com uma consistência de massa. Bata a outra cebola no liquidificador e vá adicionando aos poucos a massa, batendo com uma colher de pau até atingir o ponto. Esquente bem o azeite de dendê e coloque os acarajés para fritar.
Corte o acarajé ao meio e recheie com um pouco de vatapá, um pouco de camarão e com o vinagrete e bom apetite!

Rendimento:

8 a 10 unidades.

Fonte: portalbrasil.net/salgados.htm

Acompanhe também vídeo da cozinheira baiana Vanda Barreto preparando acarajé:
Como fazer o acarajé


Ficou com água na boca? Segue dica de alguns locais em São Paulo que servem delícias da culinária baiana e nordestina:

CTN - Centro de Tradições Nordestinas: um pedaço do nordeste em São Paulo
End.: Rua Jacofér, 615 - Bairro do Limão

Restaurante Andrade
End.: Rua Artur de Azevedo, 874 - Pinheiros

Restaurante Barra Baiana
End.: Rua Traipu, 156 - Pacaembu
Fone: 3666 - 5565

Fontes utilizadas para a pesquisa:
Cultura Baiana - www.culturabaiana.com.br
Brasil Channel - www.brasilchannel.com.br

4 comentários:

  1. Regiane e Carol Muito legal a iniciativa do blog de vocês, a questão do povo nordestino, é um foco bem amplo para se desenvolver e a cultura nordestina é muito rica tanto na culinária, música, folclore e tradições.
    Adorei a idéia.

    ResponderExcluir
  2. sofisticadamente arretado...
    Parabéns...

    ResponderExcluir
  3. Oi Regi demorei mais cheguei rs...

    Meu parabens a você e a todos do seu grupo o blog ta lindo e o post sobre o acarajé é super interessante nunca comi acarajé mais fiquei com vontade so de olhar rs...

    a unica coisa que saiba sobre acarajé é que tem que se pedir frio ( estranho né) por que se for quente tem que aguentar na pimenta rsrs!

    parabens mais uma vez e até a proxima direto da daba para o mundo rs.

    ResponderExcluir
  4. Nossa cultura é realmente muito diversa, e a culinária é maravilhosa e conta com pitadas ´de todos os povos .... Humm
    Adorei a ideia do blog, e então quando vamos ao um restaurante tipicamente nordestino?

    bjos

    ResponderExcluir